top of page
  • Foto do escritorcontato418428

Esclareça todas as suas dúvidas sobre a vacina contra a DENGUE!


A dengue é uma doença muito conhecida por causar uma série de sintomas bem incômodos, como febre, fraqueza e dores no corpo.


Por outro lado, apesar de toda essa popularidade, nem todo mundo sabe que, em 2015, uma vacina foi oficialmente lançada para controlar as infecções e reduzir os riscos de complicação para a saúde.


Nesse artigo, resumimos os principais pontos sobre a imunização para você tirar todas as dúvidas e possa proteger a família.


O QUE É DENGUE?


Vale a pena recordar! A Dengue é uma doença infecciosa transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, sendo bem frequente nos países tropicais - como é o caso do Brasil.


Além de todas as preocupações com o bem-estar do paciente, esse problema também desperta a atenção dos médicos por ter o potencial de, diante de um surto, sobrecarregar os sistemas públicos e privados de saúde.


Somente nos primeiros dois meses de 2022, os casos registrados no país (128.379) tiveram um aumento de mais de 35% em comparação com o mesmo período de 2021.


Em geral, o primeiro indício de uma infecção pelo vírus da dengue é a febre alta. Ela costuma ser acompanhada de dores de cabeça, nas articulações e atrás dos olhos, náuseas, sonolência e manchas avermelhadas na pele.


Nas formas mais graves, a dengue também pode provocar sangramento das mucosas e perda de consciência.


QUAL É A VACINA CONTRA DENGUE?


Tão importante quanto combater a disseminação do mosquito Aedes aegypti é garantir a vacinação.


Atualmente, existe um único imunizante licenciado no Brasil, a dengvaxia, composta pelos quatro sorotipos do vírus: DEN1, DEN2, DEN3 e DEN4.


Segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), ela tem eficácia de 65,5% na prevenção da doença, mais de 80% na prevenção de internações e 93% na prevenção das dengues grave e hemorrágica.


QUEM PODE SE VACINAR CONTRA A DENGUE?


A vacina contra a dengue disponível no Brasil está licenciada para crianças a partir de 9 anos de idade, adolescentes e adultos de até 45 anos. Além disso, ela só pode ser aplicada em pessoas que já tiveram um contato prévio com algum dos quatro sorotipos do vírus, com ou sem manifestação de sintomas da doença.


O esquema vacinal inclui três doses aplicadas com um intervalo de seis meses entre cada uma.


QUAIS AS CONTRAINDICAÇÕES?


Diante de todos os testes e recomendações das autoridades de saúde, a vacina contra dengue não é indicada para:


  • Pessoas imunodeprimidas.

  • Indivíduos com alergia grave (anafilaxia) a algum dos componentes da vacina.

  • Gestantes e lactantes.

  • Pessoas sem contato prévio com o vírus da dengue (soronegativos).


Recomenda-se que os pacientes consultem um médico sobre a indicação da vacina, principalmente se estiverem tratando uma outra doença, tomando uma medicação constante ou se não souberem se, de fato, já tiveram contato com o vírus.


EXISTE ALGUM EFEITO ADVERSO?


A SBIm reforça que, assim como acontece nas demais vacinas, as reações mais comuns (dor de cabeça, mal-estar e dor no local da injeção) são leves e de curta duração, geralmente por até três dias. Elas tendem a ser menos frequentes após a segunda e a terceira dose.


Cerca de 1% a 10% dos vacinados também


relatam uma leve vermelhidão na pele, hematoma, inchaço e coceira no local de aplicação da dose. Menos de 1% relatam tontura, enxaqueca, náuseas e outros sintomas mais intensos.


ONDE POSSO ENCONTRAR A VACINA?


Até o momento, a vacina contra dengue está disponível apenas nas clínicas particulares.


Entre em contato conosco para tirar todas as dúvidas, consultar as doses disponíveis e garantir a proteção da sua família com todo o conforto, segurança e praticidade que o nosso time tem a oferecer.


-


💛 Vacinar Faz Bem Sua Clínica de Vacinação


388 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page