top of page
  • Foto do escritorcontato418428

Vacina contra o rotavírus: monovalente ou pentavalente?



O rotavírus é bastante comum entre as crianças pequenas. Mesmo que as condições de saneamento básico tenham melhorado bastante nos últimos anos, esse vírus de transmissão fecal-oral via água e alimentos também pode ser passado de pessoa para pessoa ou por objetos contaminados.


E a gente já sabe, né? Crianças abraçam, beijam, usam os mesmos brinquedos, brincam na mesma areia do parquinho...então, todo cuidado é pouco. Infelizmente, verão não é só sinônimo de mar, piscina, sol e brincadeiras. É justamente nessa época que o rotavírus causa mais infecções.


Como proteger as crianças do rotavírus?


A boa higiene, como lavar as mãos e manter os ambientes limpos, é muito importante, mas não é suficiente para conter a contaminação.


O rotavírus se espalha com bastante facilidade. Além de diarreia, ele pode causar vômito, febre e dor abdominal. Ninguém quer que as férias – ou mesmo a rotina – sejam interrompidas por algo tão ruim e que deixa nossos filhos tão abatidos, não é verdade? Além disso, a doença pode levar à desidratação e a criança pode precisar de internação.


Para evitar todas essas dores de cabeça que o rotavírus provoca, a melhor maneira é garantir a vacinação contra o rotavírus logo nos primeiros meses de vida.


De acordo com o Centro de Controle de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, sete em cada dez crianças vacinadas vão ficar completamente livres de rotavírus e nove em cada dez não terão a doença grave.


Quais são as vacinas contra o rotavírus?



VRH1 – Protege contra um tipo de rotavírus. É dada em duas doses, aos dois e 4 meses de idade.


VRH5 – Protege contra cinco tipos de rotavírus. É dada em três doses, aos dois, quatro e seis meses de idade.


É importante a gente lembrar que, independentemente do imunizante escolhido, a primeira dose deve ser SEMPRE dada antes dos 3 meses e 15 dias de vida e a última deve ser sempre aplicada antes do pequeno completar os 8 meses do nascimento. Se houver atraso, a vacinação não poderá ser iniciada ou concluída.


Vacina monovalente e pentavalente


Tanto a vacina monovalente quanto a pentavalente são boas opções se você quer proteger seu filho do rotavírus. Ambas são seguras e conseguem barrar com eficácia os casos leves e graves da infecção.


Mas a gente sempre preza, quando possível, pelos imunizantes que conferem uma imunidade mais robusta, então nossa recomendação é a pentavalente.


As contraindicações são crianças fora da faixa etária determinada, com deficiências imunológicas por doença ou uso de medicamentos que causam imunossupressão, com alergia grave a qualquer um dos componentes da vacina contra o rotavírus ou com doença do aparelho gastrointestinal ou história prévia de invaginação intestinal.


A vacina é dada em forma de gotinhas. No caso do rotavírus, isso é possível porque sua forma de transmissão é pela boca. A vacina faz o mesmo trajeto do vírus, oferecendo mais proteção às áreas mais sensíveis, como boca, estômago e intestino.


Quer garantir a proteção do seu bebê contra o rotavírus? Venha conversar com nossa equipe o quanto antes! Estamos esperando sua família na Vacinar!


28 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page