top of page
  • Foto do escritorcontato418428

PNEUMONIA viral e bacteriana: você sabe a diferença?

Infecções respiratórias têm sido o centro das atenções ultimamente, e não é pra menos. A aglomeração de pessoas, ambientes fechados, ar condicionado ou até o próprio clima frio: parece que não importa a estação para esses microrganismos fazerem a festa. Certamente que nos meses mais frios a facilidade de desenvolver inflamações no trato respiratório é maior, sinusite, rinite etc. estão aí! No entanto, tudo isso ajuda a diminuir a imunidade, deixando o organismo mais vulnerável a ação de outras doenças.

No caso da pneumonia, por exemplo, quase sempre, é derivada de alguma infecção considerada simples, como a gripe, e atinge desde crianças a idosos. É uma doença grave e gera complicações severas se não for tratada corretamente, inclusive problemas cardíacos. Além disso, se você ainda não sabia, ela pode ser causada por diversos fatores como vírus, bactérias, fungos e até por produtos químicos.

CALMA AÍ! MAS O QUE É PNEUMONIA?

Basicamente, estamos falando de uma infecção nos pulmões que atinge os ALVÉOLOS PULMONARES. Estes são as menores estruturas dos nossos pulmões e se localizam na parte terminal dos bronquíolos, onde acontece a troca gasosa. Normalmente ela é provocada pela entrada de um agente infeccioso ou irritante (também pode ser causada por reações alérgicas) no espaço alveolar. Como este é um espaço destinado apenas para trocas de gases, deve estar sempre “limpo”, sem a presença de outras substâncias que impeçam o contato do ar com o sangue, para que a permuta entre os gases oxigênio, carbônico e outros, ocorra sem complicações. Assim, a presença de algo estranho nesta região desencadeia o processo infeccioso e/ou inflamatório. Os sintomas envolvem, quase sempre: • Febre alta (acima de 37,5° C); • Tosse seca ou com catarro de cor amarelada ou esverdeada; • Dor no tórax; • Falta de ar e dificuldade de respirar. EXISTE DIFERENÇA ENTRE PNEUMONIA VIRAL E BACTERIANA?

Sim!!! Além do óbvio de que uma é causada por vírus e outra por bactérias, a pneumonia bacteriana é mais frequente dentro da população, e também é considerada mais grave que a viral. Assim, a bacteriana pode ser causada por bactérias que estão presentes no nariz, boca, garganta, pele ou sistema digestivo quando a imunidade cai. Além das doenças crônicas, tabagismo e alcoolismo também são fatores que colaboram para o desenvolvimento da doença. A pneumonia causada por bactérias, além de surgir na comunidade, também é comum em ambientes hospitalares, frequentemente associada a pacientes que foram intubados, chamada “Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica”. Esses tipos, hospitalares, são mais graves, por conta do estado clínico do paciente, e podem ser mais resistentes ao tratamento com antibióticos. Já a pneumonia viral é causada normalmente pelos vírus do tipo Adenovírus, Varicela-zóster, Influenza e Vírus respiratório sincicial. Os mecanismos de ação desses vírus que causam a pneumonia não estão totalmente esclarecidos, mas eles também agem infiltrando-se no espaço alveolar levando à infecção. POR ÚLTIMO, COMO SE PROTEGER?

Os pesquisadores ressaltaram que pessoas com problemas cardíacos devem estar ainda mais atentas às infecções respiratórias. E CONTRA A PNEUMONIA TEM VACINA! Segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações, as vacinas disponíveis contra a pneumonia são: • Vacina pneumocócica conjugada 13-valente – VPC13: previne cerca de 90% das doenças graves (pneumonia, meningite, otite) em crianças, causadas por 13 sorotipos de pneumococos. • Vacina pneumocócica conjugada 10-valente – VPC1: previne cerca de 70% das doenças graves em crianças, causadas por dez sorotipos de pneumococos. As indicações, tanto para VPC10 como para a VPC13, são para crianças a partir de 2 meses e menores de 6 anos de idade, como vacinação rotineira; para crianças com mais de 6 anos, adolescentes e adultos portadores de certas doenças crônicas; e para maiores de 50 anos e, sobretudo, para maiores de 60, recomenda-se esquema com as vacinas VPC13 e VPP23. • Vacina pneumocócica polissacarídica 23-valente – VPP23: previne doenças causadas por 23 tipos de pneumococos, incluindo a pneumonia. É dada em duas doses e recomendada para crianças acima de 2 anos, adolescentes e adultos, para os idosos, ela faz parte do calendário de vacinação rotineiramente. Além dessas, podemos falar também da VACINA CONTRA GRIPE, que, sem dúvida, ajuda a manter nosso corpo longe dessas infecções virais que também podem ser porta de entrada para a pneumonia. Sem falar que, manter uma boa higienização das mãos para evitar contágio também é importante.

-

Ainda tem dúvidas sobre pneumonia e seus sintomas? Conte com a gente para respondê-las, entre em contato!

-

VACINAR | Prevenção é proteção.

-

Fontes:

Intermountain Medical Center, "Bacterial pneumonia far more dangerous to the heart than viral pneumonia", ScienceDaily. Disponível em:

https://www.sciencedaily.com/releases/2018/11/181112082436.htm

Sociedade Brasileira de Imunizações, SBIm, “Doença pneumocócica (DP)”. Disponível em:

https://familia.sbim.org.br/doencas/doenca-pneumococica-dp


5.701 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page