top of page
  • Foto do escritorcontato418428

Conheça a Tríplice viral, vacina conta Sarampo, Caxumba e Rubéola



Logo que o bebê faz um ano, ele recebe a primeira dose da tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, doenças causadas por três vírus diferentes, daí o nome da vacina.


Essa é uma vacina que contém o vírus vivo atenuado, dentre outros itens na formulação. O esquema completo é composto por duas doses: uma aos 12 meses de vida e outra quando o pequeno tiver entre 1 ano e 3 meses e 2 anos de idade (na segunda dose, junto com a proteção contra catapora). Em casos de surtos regionais ou nacionais, pode ser recomendada uma dose aos 6 meses de vida do bebê, com as outras duas sendo aplicadas normalmente.


A vacina tem contraindicações?

Sim, algumas, como qualquer outro composto farmacêutico. Ela não deve ser administrada em mulheres grávidas e em pessoas gravemente imunossuprimidas, além de pessoas alérgicas a algum dos componentes da fórmula. Na dúvida, converse com seu médico e conosco!


Mas o sarampo, a caxumba e a rubéola ainda existem?


SIM! Em 2019, o Brasil perdeu o certificado de zona livre do sarampo, justamente por causa de uma brecha na vacinação. No mesmo ano, a caxumba voltou a dar as caras no País. O que tornou o quadro ainda mais preocupante foi a pandemia de Covid-19, que derrubou ainda mais os índices vacinais, tanto que a Organização Pan-Americana de Saúde, braço da Organização Mundial de Saúde (OMS), está pedindo que as lacunas deixadas na imunização em massa, provocadas pela Covid, sejam preenchidas.


Mas são doenças simples, não é?


Nem sempre. O sarampo, a caxumba e a rubéola são transmitidos principalmente por meio de gotículas contaminadas, através da fala, espirro e tosse, por exemplo. O sarampo pode trazer consequências como meningite; a rubéola pode ser perigosa principalmente para gestantes, trazendo graves complicações ao feto; já a caxumba pode provocar surdez, meningite e outras consequências graves e irreversíveis.

É importante lembrar que os adultos e idosos também devem se vacinar - quem já tomou as duas doses, está protegido e com esquema completo. Em caso de surtos, pode ser recomendada uma terceira dose.


Por que se imunizar?


Porque as doenças podem evoluir de forma grave e porque para todas elas existe vacina, então por que não se proteger, não é mesmo? É muito mais barato e confortável se imunizar do que esperar a doença e arcar com as consequências físicas dela, não é mesmo? Assim, ninguém da família corre riscos. Os pequenos costumam ser os mais afetados pelo sarampo, pela caxumba e pela rubéola, mas os “grandões” também podem sofrer.

Enquanto a doença não tiver sido erradicada do mundo inteiro, a vacinação é a melhor forma de combater as doenças - prova disso é o retorno do indesejado sarampo ao Brasil. E a única doença completamente varrida do planeta é a varíola, por isso a imunização de rotina não existe mais.


E se a tríplice viral do meu bebê estiver atrasada?


Em caso de primeira ou segunda dose, basta levar a criança para tomar a dose tão logo quanto possível. Se for a segunda, nosso corpo “guarda” respostas imunológicas, então não é preciso reiniciar o esquema vacinal.


Tem um pequeno em casa ou tem dúvidas se você tem as doses necessárias de tríplice viral e se a carteirinha está em dia? É só procurar a gente. Mande uma mensagem e venha proteger sua família!

♡ Vacinar faz bem!


80 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page