top of page
  • Foto do escritorcontato418428

Como uma vacina contendo vírus NÃO CAUSA A DOENÇA?



Todo mundo está de olho nas notícias e não vê a hora de receber a vacina contra a COVID-19. Por isso, muitas informações sobre o processo de produção de vacinas estão sendo divulgadas. Algumas corretas e outras, nem tanto. É corrente do WhatsApp dizendo que as vacinas alteram os genes pra lá, é fakenews de jacaré pra cá... é tanta informação que a gente fica perdidinho, não é mesmo? E ainda surge mais uma dúvida: "o jornal falou que a vacina é FEITA COM O VÍRUS, mas como assim? Todo mundo vai ficar doente?". Viemos através desse texto esclarecer essa dúvida de uma vez por todas!


NÃO, NINGUÉM VAI FICAR DOENTE POR CAUSA DA VACINA


Essa história de vacinas sendo feitas com vírus pode ter caído na mídia apenas agora, mas não é nenhuma novidade para os médicos, cientistas e pesquisadores. Diversas vacinas são feitas dessa forma, como a da poliomielite, rubéola, varicela e herpes zóster. Mas primeiro, para entendermos como essas vacinas funcionam sem causar a doença, precisamos esclarecer o processo de defesa do nosso corpo contra as infecções.


O SISTEMA IMUNE: NOSSA DEFESA CONTRA DOENÇAS


Quando micro-organismos virais entram no nosso organismo, eles atacam e entram nas células, transformando-as em maquinarias de produzir vírus, se multiplicando. A isso, dá-se o nome de infecção. E o nosso organismo, que não é bobo nem nada, contra-ataca. Para isso, ele usa as suas células de defesa, chamadas de células brancas ou leucócitos. Os principais tipos de leucócitos envolvidos nessa batalha são os macrófagos, linfócitos B e linfócitos T.

Os macrófagos capturam e digerem ("matam") os vírus, e sinalizam para o organismo que aquele corpo estranho é um invasor (antígeno). Com isso, os linfócitos B produzem anticorpos que atacam o restante dos vírus invasores presentes no sangue. Os linfócitos T, por sua vez, atacam as células do corpo que já foram invadidas, para impedir que produzam mais vírus. Toda essa guerra contra os vírus demora algum tempo, dando espaço para que eles ganhem a batalha. E é AÍ que as vacinas entram.


E COMO AS VACINAS FUNCIONAM?

Após uma infecção, o sistema imunológico mantém alguns linfócitos T, chamados também de células de memória, para que, caso o vírus entre no micro-organismo novamente, seja reconhecido e combatido com maior rapidez, sem causar tantos danos ao corpo. De modo geral, as vacinas mimetizam um processo de infecção, ou seja, elas criam uma "infecção de mentirinha", só para estimular o organismo a criar essas células de memória. Elas podem ser produzidas através de:


- Vírus vivos atenuados: essas vacinas contêm vírus que foram enfraquecidos, impossibilitando que causem doenças graves em pessoas saudáveis, mas são ótimos professores para o sistema imunológico.


Ex. Vacina contra o Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela (catapora).


- Vírus inativados: já nesse caso, o vírus é completamente inativado, ou seja, MORTO. Esse tipo de vacina pode demorar mais para gerar células de defesa, quando comparadas às vacinas de vírus atenuados, e necessitam de mais doses.


Ex. Vacina contra a Hepatite A, Influenza, Poliomielite, CoronaVac e Covaxin.

Para saber quais são e como funcionam cada uma das vacinas contra COVID-19, acesse!


Com a Vacinar, você sabe que pode contar! Aqui você tem proteção e informação da MELHOR qualidade.


♡ Vacinar faz bem!


Fonte:

– World Health Organization, How do vaccines work?

– CDC, Understanding How Vaccines Work.

114 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page