top of page
  • Foto do escritorcontato418428

Atenção ATLETA! Sua vacinação é especial



Você sabia que existe um calendário de vacinação voltado só para atletas?


Acontece que os eventos internacionais de grande porte aumentam a probabilidade de ocorrer surtos de doenças que circulam no Brasil, assim como das que podem ser introduzidas por viajantes. Manter a vacinação em dia é importante para que você, atleta, não tenha que se ausentar por causa de doenças que podem ser prevenidas.


Por esse motivo, o SBIm lançou o Guia de Vacinação do Atleta Profissional que foi elaborado em parceria com a Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e Esporte (SBMEE). O objetivo é garantir a saúde dos nossos atletas!


SISTEMA IMUNOLÓGICO E EXERCÍCIOS FÍSICOS


Estamos cansados de saber que a prática regular de exercícios físicos melhora a nossa saúde no geral, assim como o nosso sistema imunológico, melhorando a resposta do nosso corpo contra infecções virais e bacterianas. Mas no caso dos atletas, que realizam atividades físicas de intensidade elevada, a situação é um pouco diferente. O exercício intenso causa traumas no músculo, o que resulta na liberação de moléculas inflamatórias e fadiga crônica.


Além disso, a realização de atividades físicas de alta intensidade está relacionada com o aumento da incidência de doenças infecciosas, com destaque para as que atingem as vias aéreas superiores.


A TEORIA DA JANELA ABERTA


Existe uma teoria que explica o aumento da suscetibilidade a doenças após exercícios intensos. A chamada Teoria da Janela Aberta defende que o período entre 3 e 72 horas após exercício agudo intenso aumenta a suscetibilidade a infecções. Essa “janela” pode durar ainda mais tempo caso o atleta não tenha um tempo de descanso adequado.


Em períodos onde a intensidade de treinamento é necessária para alcançar melhores resultados, pode acontecer a síndrome do overtraining. Os neutrófilos, células importantes do nosso sistema imunológico, não são ativadas normalmente quando o organismo se encontra nessas condições. Também ocorre uma queda nos anticorpos IgA da nossa saliva, proteínas responsáveis por nos proteger de infecções das vias aéreas superiores.


O estresse emocional como a pressão do treinador, do patrocinador e familiares, também podem agravar a vulnerabilidade do atleta.


SOU ATLETA. QUANDO DEVO ME VACINAR?


Converse com o seu médico. Momentos de alto desgaste físico podem não ser ideais para a vacinação. É importante lembrar que algumas vacinas podem causar sintomas como dor local e febre, e mesmo que sejam leves, podem prejudicar o desempenho em treinos e competições.


São necessárias em média 2 semanas após a vacinação para que você esteja de fato protegido. Portanto, fique atento ao calendário e mantenha seu cartão de vacinação atualizado, não deixando para se vacinar em datas próximas de competições importantes.



QUAIS SÃO AS VACINAS RECOMENDADAS PARA O ATLETA PROFISSIONAL?


  • Influenza (gripe)

  • Pneumocócicas

  • Hepatite A

  • Hepatite B

  • Febre amarela

  • Meningocócicas

  • Sarampo, caxumba e rubéola

  • Varicela

  • HPV

  • Difteria, tétano e coqueluche

  • Dengue


QUAIS AS VACINAS RECOMENDADAS PARA UM ATLETA VIAJANTE?


Além das vacinas rotineiras, de febre amarela e meningocócica, algumas vacinas especiais são recomendadas dependendo do destino do viajante. São:


  • Febre tifóide

  • Poliomielite

  • Raiva


Para mais informações, não deixe de falar com o seu médico e de consultar o Guia de Vacinação do Atleta Profissional.


♡ Vacinar faz bem!


248 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

תגובות


bottom of page