top of page
  • Foto do escritorcontato418428

A vacina da Janssen é a melhor? #COVID-19



A vacinação é um ato necessário, e graças a ele, muitas doenças já foram erradicadas, como a varíola e a poliomielite. Apesar de nenhuma vacina ser 100% eficaz contra as doenças das quais protegem, elas são essenciais para prevenir os casos graves e óbitos, principalmente quando se fala da COVID-19.


Atualmente, já existem alguns imunizantes disponíveis contra a doença, o que pode gerar dúvidas e confusão sobre cada um deles. Algumas pessoas estão se recusando a se imunizar com a vacina disponível para “esperar” por outra melhor. Reforçamos que houve rigor científico nos testes de TODOS os imunizantes, e que todos eles são eficazes.


Quais são as principais vacinas disponíveis aqui no Brasil?


  • Coronavac: produzida pelo Instituto Butantã em parceria com a empresa chinesa Sinovac. Ela se mostrou 100% eficaz para proteger contra casos graves e internações hospitalares, 78% eficaz para casos sintomáticos e 50% para todos os casos. Isso significa que entre todas as pessoas vacinadas, nenhuma veio a óbito ou precisou de internação. É administrada em duas doses e foi desenvolvida com a tecnologia do vírus inativado.


  • Astrazeneca: a parceria entre a empresa farmacêutica Astrazeneca e a Universidade de Oxford desenvolveu a vacina, que possui eficácia de até 90%. Também é administrada em duas doses e foi produzida com a tecnologia do vetor viral.


  • Pfizer: a vacina Comirnaty, mais conhecida pelo nome da farmacêutica que a produziu, a Pfizer, em parceria com a BioNTech, atingiu 95% de eficácia entre os voluntários dos testes. É produzida pela tecnologia do RNA mensageiro e é administrada em duas doses.


  • Janssen: a mais nova vacina disponível para imunizações no Brasil foi produzida pelo laboratório Janssen do grupo Johnson & Johnson. Assim como a Astrazeneca, também foi desenvolvida com a tecnologia de vetor viral e é o único imunizante administrado em apenas uma dose.



  • Todas as vacinas passaram por testes de eficácia igualmente rigorosos: os imunizantes disponíveis são eficazes contra os casos graves, internações e óbitos pela COVID-19.


  • Todas as tecnologias utilizadas para a produção das vacinas são seguras: a tecnologia do RNA mensageiro, do vetor viral e do vírus inativado são igualmente seguras. O processo de aprovação de imunizantes é rígido e não aprovaria imunizantes de segurança duvidosa. Não acredite em fake news que dizem o contrário.


  • Esperar para tomar determinado imunizante atrasa o processo de vacinação: a vacinação em massa nos aproxima de uma realidade onde o novo coronavírus não será mais uma preocupação constante no dia a dia. Ao escolher esperar para tomar outra vacina, você contribui para o atraso do processo.


Para mais informações, entre em contato com a gente! Mande uma mensagem no nosso Whatsapp e venha proteger toda a sua família!

♡ Vacinar faz bem!


49 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page