top of page
  • Foto do escritorcontato418428

A Vacinação ainda é a melhor forma de PREVENIR as hepatites virais


No mês de julho, vestimos a cor amarela em prol de uma causa importante: a conscientização e prevenção das hepatites virais. Essa é uma campanha que busca informar e alertar sobre a importância da vacinação como a melhor forma de se proteger contra essas doenças que podem afetar gravemente o fígado e comprometer nossa saúde.


O que são as hepatites virais?

As hepatites virais são doenças que atingem o fígado, órgão responsável por funções desempenhadas em nosso organismo. Existem diferentes tipos de hepatites, como A, B, C, D e E, cada uma causada por um vírus específico e com formas de transmissão distintas.


A hepatite A, por exemplo, é transmitida principalmente através do consumo de água ou alimentos contaminados. Já a hepatite B e C são transmitidos por meio do contato com sangue ou outros fluidos corporalmente infectados, como relações sexuais desprotegidas, compartilhamento de agulhas e seringas, transfusões de sangue transmitidas ou da mãe para o bebê durante a gestação.


A hepatite D é uma infecção que ocorre apenas em pessoas que já têm hepatite B, enquanto a hepatite E é transmitida principalmente por água contaminada em regiões com más condições de saneamento básico.


Sintomas

Os sintomas das hepatites podem variar, mas incluem fadiga, náuseas, perda de apetite, dores abdominais, icterícia (coloração amarelada da pele e dos olhos) e febre. Em casos mais graves, a doença pode evoluir para complicações como cirrose hepática e câncer de fígado. Por isso, é fundamental estar atento aos sinais do corpo e buscar ajuda em caso de suspeita médica de alguma infecção hepática.


Vacinar-se contra as hepatites faz bem!

Felizmente, a vacinação é a principal arma que temos para prevenir as hepatites virais. As vacinas estão disponíveis para os tipos A e B e são altamente eficazes na proteção contra essas drogas. A vacina contra a hepatite A é geralmente aplicada em duas doses, com intervalo de seis a doze meses entre elas. Já a vacina contra a hepatite B é administrada em três doses, sendo a segunda aplicada um mês após a primeira, e a terceira, seis meses após a primeira dose.


É importante ressaltar que a vacinação não só protege o indivíduo vacinado, como também contribui para a redução da circulação desse vírus na população em geral. Além disso, ao se vacinar, você se protege não apenas a si mesmo, mas também seus familiares, amigos e pessoas com quem tem contato diário. A imunização em massa é essencial para controlar o controle dessas doenças e evitar surtos.


Vacinar faz bem oferece vacinas contra hepatites para toda a sua família

Não espere sentir os sintomas ou estar exposto a riscos para se proteger. Cuide da sua saúde e daqueles que você ama. Procure um posto de saúde próximo, informe-se sobre as vacinas disponíveis e agende sua imunização.


Lembre-se de que a vacinação é segura, eficaz e um dos maiores avanços da medicina na prevenção de doenças. Não deixe de se proteger contra as hepatites virais. No Julho Amarelo, vamos juntos observar essa mensagem e promover a conscientização sobre a importância da vacinação.


Fontes:

Alves, BIREME/OPAS/OMS-Márcio. “Julho Amarelo”: Mês de Luta Contra as Hepatites Virais | Biblioteca Virtual Em Saúde MS . bvsms.saude.gov.br/julho-amarelo-mes-de-luta-contra-as-hepatites-virais/.

Kumar, Sonal. “Considerações Gerais Sobre a Hepatite.” Manual MSD Versão Saúde Para a Família , Manuais MSD, 2 ago. 2022, www.msdmanuals.com/pt-br/casa/doen%C3%A7as-hep%C3%A1ticas-e-da-ves%C3%ADcula- biliar/hepatite/considera%C3%A7%C3%B5es-gerais-sobre-a-hepatite. Acesso em 3 de julho de 2023.

“Hepatites Virais.” Ministério Da Saúde , www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-aaz/h/hepatites-virais.


38 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page